Vídeos para ajudar na jornada de compras

Se você já teve alguma aula de marketing na vida, provavelmente já ouviu falar no tal do funil de compra. Se esse não é o seu caso, vamos explicar!

O funil de compra divide em processos diferentes todas as etapas de compra pela qual um consumidor passa.

Por exemplo, você é uma pessoa que usa camisa no trabalho. Ao mesmo tempo, você de-tes-ta passar roupa. É uma atividade que abomina com toda a sua alma. E, de fato, o restante do seu guarda-roupas sobrevive muito bem, obrigado!, sem o ferro de passar. Mas as camisas… Não tem jeito! Então, cansado de parecer que pulou da cama direto para reunião com a camisa sempre amassada, começa a pensar em formas de resolver esse problema.

Você já até pensou em contratar alguém para fazer essa tarefa, mas não é viável no momento. Aí, você começa a pesquisar na internet sobre formas mais fáceis de fazer sua camisa parecer minimamente apresentável que não exija ficar horas alisando-a com um ferro tradicional. Testou o truque do secador de cabelo, da chapinha e até da panela, mas o resultado não foi muito satisfatório. Navegando entre um site e outro, você encontra informações sobre ferros a vapor e vaporizadores. Hum. Parece que exigem menos esforço do que os ferros tradicionais que sua mãe usa e mais eficientes do que o secador de cabelo. Então você lê, pesquisa, se informa e decide por um vaporizador compacto. Essa é a solução que você procurava!

Agora, basta decidir a marca e o modelo. E você faz mais pesquisas. Lê mais. Vê mais vídeos. Então, você compra. Pronto. A guerra acabou. Suas camisas nunca mais serão as mesmas – e nem a sua aparência! Fim da história.

Repare que, até você passar o cartão de crédito no carrinho, percorreu um longo caminho. Esse é o funil de compra: primeiro, passamos pelo processo da descoberta, onde começamos a entender que temos um problema e buscamos mais informações; depois, vem a consideração, que é quando já identificamos o problema e procuramos formas de resolvê-lo; por último, a decisão pela marca e produto a ser comprado.

Durante todo o processo, perceba que o cliente faz várias pesquisas, cada vez mais aprofundadas e detalhadas. Por isso, se sua empresa estiver presente com o conteúdo certo, no tom adequado e no timing perfeito durante todo o funil, as chances de venda aumentam bastante.

Mas como marcar presença da maneira certa? Uma das formas mais populares de consumo de conteúdo online e com projeções de crescimentos astronômicas para 2019 é o formato em vídeo.

Você pode ter apenas um site? Pode. Pode fazer posts constantes em todas as redes sociais? Pode. Pode ter um blog para posicionar melhor no Google? Claro que pode. Mas você também pode colocar vídeos em todas essas plataformas e comunicar com seu cliente de forma muito mais atual, rica e detalhada.

Vídeos são a forma mais bombada de consumir conteúdo na internet hoje em dia. Afinal, eles são fáceis de entender, você consegue transmitir uma ideia muito melhor e é muito mais divertido e menos monótono do que ficar lendo linhas e linhas de texto.

Porém, para estar presente de maneira certeira no funil de compra, você não pode produzir qualquer vídeo. O conteúdo deve ser adequado ao momento de compra que o cliente está e falar para ele exatamente o que ele está buscando naquela etapa. Vamos lá:

Descoberta

Nessa fase, o consumidor ainda está um pouco perdido. Ele já entende que tem algum problema e está tentando decifrar melhor o que é. Voltando ao exemplo da camisa amassada, não seria muito produtivo ele ser apresentado a um vídeo explicando o passo-a-passo de como usar um ferro a vapor porque, até aquele instante, ele abomina qualquer ideia minimamente parecida com o ato de passar roupa de forma tradicional.

Para esse momento, o ideal seria atrair a atenção dele para as necessidades mais imediatas que, talvez, ele nem sabia que tinha.

Webinars, que são seminários online, funcionam muito bem nesse momento pois geram interação com o público e são uma ótima forma de mostrar os problemas que seus clientes possam estar enfrentando. Vídeos virais, que se popularizam rapidamente, são um jeito de mostrar sua marca aos seus potenciais clientes e despertar o interesse deles para que passem a te acompanhar, mas sem a pressão da compra.

Outras ideias são os vídeos de perguntas e respostas e vídeos explicativos, que respondem às prováveis dúvidas dos clientes sem “vender” o produto oficialmente.

Consideração

Nessa etapa do funil, os consumidores estão entendendo o que precisam fazer para resolverem seus problemas e estão procurando mais informações.

Por isso, vídeos de faça-você-mesmo (os famosos DIY), vídeos de demonstração de produtos e tutorias são a aposta certa. É onde o usuário vai ver e entender, na prática, como seu produto ou serviço vai facilitar a vida dele e resolver o problema. Aos poucos, ele vai formando uma ideia mais concreta na cabeça ao passo que compreende melhor como aquele produto ou serviço pode ajuda-lo.

Os vídeos de análise também são uma carta na manga para esse momento do funil de compra. É quando você vai buscar por pessoas na internet que já usaram o tal vaporizador para ver a opinião real delas sobre o produto.

Ainda no caso da camisa, é nessa hora que você gostaria de ver um vídeo mostrando o sufoco de uma pessoa tentando passar uma camisa com um ferro tradicional e, tcharam!, como tudo fica mais fácil e eficiente com um vaporizador compacto. Você também gostaria de ver uma pessoa como você contando da sua experiência com o produto e como a camisa ficou depois de passada a vapor.

Decisão

Agora, é hora de esclarecer as últimas dúvidas dos seus clientes e fazer a venda. Para isso, vídeos institucionais ajudam a apresentar melhor sua empresa, gerar confiança e credibilidade. Da mesma forma, vídeos de depoimentos criam empatia e identificação por parte do consumidor, que pode ver seu problema representado ali por uma pessoa real.

Os vídeo-case, que contam histórias de sucesso de clientes que passaram a usar o produto ou serviço de uma empresa, também são uma maneira de deixar a coisa toda mais real, onde o usuário vê que aquilo realmente deu certo.

 

Agora que você já sabe tudo isso, escolha uma produtora de vídeos bem bacana para acompanhar seu cliente do começo ao fim do funil de compras!

Receba nossos artigos!
Nós respeitamos sua privacidade.