5 erros na edição de vídeos

Editar é uma arte. De nada adianta ter as melhores câmeras e lentes, a fotografia mais incrível, o roteiro mais bem trabalhado do mundo se, na hora de juntar tudo isso, a edição não for bem feita.

É a edição quem lapida o filme. É por meio dela que se juntam todos os pedacinhos de uma produção audiovisual e nasce uma história. A edição cria o tom e desperta as emoções na audiência, por isso, é um trabalho que exige muita técnica e feeling.

Separamos 5 erros mais comuns na edição de vídeos para você prestar atenção e fugir deles sempre que possível!

Cortar cedo demais

É preciso muita atenção na hora de cortar uma cena para dar o espaço suficiente entre uma coisa e outra. Por exemplo, fazer um corte no momento logo após o final da fala de um personagem não dá nem tempo de respirar direito, o que distrai o telespectador e não dá chance dele se envolver emocionalmente com a história.

Falta de organização

Estruturar o processo de edição é tão importante quanto saber as técnicas propriamente ditas. Antes de jogar todo o material no software de edição, crie pastas, organize, nomeie da forma mais completa e detalhada possível. Assim, cada etapa do trabalho estará clara e reunida.

Fazer transições abruptas

Essas transições são aquelas feitas de forma ríspida, por exemplo, um personagem em determinado lugar e, de repente, ele está em outro. Sem uma explicação, uma transição adequada. Isso interrompe o fluxo de conexão do público.

Demorar para colocar o som

Som e imagem devem ser editados juntos. Se você editar primeiro a imagem, ficará “preso” ao que já está feito para depois inserir a sonoplastia.

Colocar música demais

Música em excesso desvia o foco da audiência. Muitos editores colocam música apenas para a cena não ficar “vazia”. Nesse caso, é melhor caprichar na edição 😉

 

Quais outros erros você também colocaria nessa lista?

Receba nossos artigos!
Nós respeitamos sua privacidade.